25 de maio de 2018

La Moda celebra Dia da Costureira

A La Moda reuniu suas funcionárias para um momento de celebração pelo Dia da Costureira, lembrado nessa sexta-feira, dia 25. A empresa possui 55 costureiras em sua sede, entre pilotagem e recuperação interna, além de, indiretamente, outras 900 costureiras que produzem as peças de suas três marcas e trabalham nas 71 facções, localizadas entre Imbituba e Sombrio, que fazem parte de sua cadeia produtiva. Pelas mãos das profissionais, só no último ano passaram mais de um milhão e meio de peças.

O CEO da La Moda, Giancarlo Luchetta Bedin, fez uma fala dedicada às colaboradoras e ressaltou como a data é especial. “Sempre que uma inspiração se desdobrar em cores, desenhos e modelagem, tudo isso vai ser unido pelo trabalho e pelas mãos de costureiras como as nossas para se tornar um produto. É a profissão mais nobre que temos aqui e sem ela a La Moda não existira”, afirma o CEO. Para Bedin, é a habilidade primária dessas profissionais que conduz a indústria de confecções. “Nesses 32 anos de história essa profissão sempre esteve conosco, no nascimento e na vida da La Moda e, com certeza, ela vai continuar no futuro”, ressalta.

Uma das funcionárias mais antigas da La Moda é a costureira pilotista, Elisete Terezinha Maragoni de Mattia, que há 16 anos trabalha para tornar realidade as criações da empresa. “Me sinto muito orgulhosa nesse dia e sempre que vejo as peças que costurei nas revistas e nas modelos. Gosto muito da minha profissão e por estar há tanto tempo fazendo parte da história da empresa. Nós costureiras somos o coração da La Moda”, explica Elisete.

As costureiras que trabalham nas facções que atendem a La Moda também foram homenageadas, recebendo um mimo da empresa.

    COMPARTILHE